Luh Testoni Fotografia - Primeira à Esquerda Blog
Foto: Luh Testoni

 

Ontem, conversando com uma amiga, ela me contou que num desses fóruns de fotografia do Facebook havia uma menina desesperada porque fotografou um casamento sozinha, com  apenas um cartão de memória que ela nem tinha testado e óbvio, como a lei de Murphy jamais perdoa, deu 5 minutos no cartão e ela perdeu TUDO.

Eu nem sei por onde começar a numerar as  burradas dessa criatura, mas CARA.  

Vira e mexe alguma boa alma gentil me pergunta porque eu não começo a fotografar profissionalmente. Como ainda me resta um pouco de bom senso e um espelho bem grande em casa, eu sempre respondo que não, porque não tenho estrutura pra isso. E quando eu falo em estrutura, eu falo de vários níveis:

  • Equipamento
  • Técnica pra fotografar
  • Tecnica pra editar
  • Coragem.

Eu sempre falo que prefiro ser uma amadora legal do que uma profissional ruim e é tipo um mantra fotográfico na minha cabeça. Tá, faço umas fotos legais aqui pro blog, pego uns ângulos bons, aprendi a usar minhas lentes com uma certa decência, mas seria cara de pau DEMAIS da minha pessoa pendurar  a câmera no pescocinho e dizer “oi, posso fotografar seu casamento?”

Até porque, casamento, batizado, ou qualquer evento desse tipo você só faz uma vez, sabe? se você vai fotografar um evento desses, tem que parar e pensar por dois minutos que o registro de um dia único da pessoa tá na sua mão.  É questão de responsabilidade, de realmente saber o que tá fazendo e estar preparado pra fazer. Como raios uma criatura fotografa um casamento sozinha ( segundo fotógrafo tá aí pra isso, deus do céu) e com UM cartão de memória que nem testado foi?

Repitam comigo: melhor ser um amador muito bom do que um profissional pateta. Fica em casa e deixa o trabalho pesado pra quem dá conta.

Já me segue? Instagram30 Days of ToysTwitterFacebookYoutube • Snapchat (luhtestoni)