Fotografia para quem não é fotógrafo, toyart e café

Categoria Sem categoria

Siga no Instagram

Fotos da Semana

A semana aqui no blog foi bem aos trancos. Eu consegui postar todos os dias, como é a minha programação, mas foram posts bem simples, porque realmente a semana foi corrida e não deu pra fazer aqueles posts mais elaborados, resenhas de coisas nem nada disso. Mas, pelo menos pra manter a regularidade, eu trouxe algumas fotos que fiz durante a semana. Andei treinando algumas coisas, tive umas ideias, e na medida que for melhorando, ensino o que der aqui no blog.

Essas fotos também estão todas no Instagram, caso você queira me seguir lá também. 😉

Primeira à Esquerda Luh Testoni Fotografia
Primeira à Esquerda Luh Testoni Fotografia
Primeira à Esquerda Luh Testoni Fotografia
Primeira à Esquerda Luh Testoni Fotografia
Primeira à Esquerda Luh Testoni Fotografia
Primeira à Esquerda Luh Testoni Fotografia
Primeira à Esquerda Luh Testoni Fotografia
Primeira à Esquerda Luh Testoni Fotografia
Primeira à Esquerda Luh Testoni Fotografia
Primeira à Esquerda Luh Testoni Fotografia
Primeira à Esquerda Luh Testoni Fotografia
Primeira à Esquerda Luh Testoni Fotografia

Já me segue? Instagram30 Days of ToysTwitterFacebookYoutube • Snapchat (luhtestoni)

Fotografei: Canto Grande

Canto Grande fotografia Primeira à Esquerda

Nada com um fim de semana torrando descansando na praia pra renovar as energias pra segunda metade de Janeiro, né? eu como bom ser humano tava precisando descansar e passei o sábado fazendo nada em Canto Grande, aqui no litoral de Santa Catarina. Como eu descanso, but not so much, óbvio que a câmera foi comigo e eu fotografei um pouquinho e trouxe as melhorzinhas pra cá. Boa segunda!

Canto Grande fotografia Primeira à Esquerda

 

Sim, o Sheldon foi também. ahahahahah <3

Canto Grande fotografia Primeira à Esquerda
Canto Grande fotografia Primeira à Esquerda
Canto Grande fotografia Primeira à Esquerda
Canto Grande fotografia Primeira à Esquerda
Canto Grande fotografia Primeira à Esquerda
Canto Grande fotografia Primeira à Esquerda

Já me segue? Instagram30 Days of ToysTwitterFacebookYoutube • Snapchat (luhtestoni)

Xit Lente Wide Angle Fisheye

fisheye luhtestoni primeira à Esquerda

Toda vez que eu posto alguma coisa com a fisheye no Instagram alguém me pergunta qual o app, eu respondo que não é app, é lente e a pessoa pede pra eu falar sobre ela aqui no blog. Repete toda semana e assim vai. Vocês podem até achar que eu demorei uma eternidade porque eu sou enrolada mesmo – o que não deixa de ser verdade – mas o que eu queria era usar essa fisheye algumas vezes pra poder ter algum tipo de embasamento pra falar dela.

fisheye2

 

Essa lente XIT Wide Angle Fisheye, como o nome já diz é fisheye E wide angle, tudo depende de como você tá usando a coisa. Ela é o que eu chamo de lente/ acessório, porque assim: funciona, faz o trabalho direitinho, mas claro que a qualidade da imagem não é a mesma Brastemp que seria com uma fisheye “oficial”, entende? no caso da minha T3, uma Canon. Até porque, ela adapta na lente que você já tem e não direto no corpo da câmera, por isso que eu – e isso é coisa minha, não tô dizendo que é certo – costumo me referir a esse tipo de coisa como “acessório”em vez de “lente”.

fisheye luhtestoni primeira à Esquerda

 

No caso dessa XIT Wide Angle Fisheye, o diâmetro pra encaixe é 58mm, mas com um anel adaptador você pode encaixar em lentes de outros diâmetros. Como você ve ali em cima, encaixei na 18-55, que já tem 58mm de diâmetro. Como falei antes, essa lente é tão mil e uma utidades que ela também é macro. É, a parte debaixo você pode desencaixar do resto e acoplar direto na sua lente “oficial” e tirar as fotos bem de pertinho. Olha ela desencaixada aí embaixo:

fisheye luhtestoni primeira à Esquerda

 

E só a parte macro encaixada na 18-55 ficou assim:

fisheye luhtestoni primeira à Esquerda

 

Problema: como falei antes, a nitidez não é a mesma maravilha moderna de uma lente oficial e pra o foco sair “bem”você tem que praticamente encostar no objeto, como fiz nas foto  a seguir. Lembrando que: tanto pra macro quanto pra fisheye, você deve usar o foco no manual pra ficar o mais focado possível. Como é uma adaptação na frente, o foco automático da lente fica meio louco e não foca quase nada, então né? larga a preguiça e força no foco manual.

fisheye luhtestoni primeira à Esquerda

 

Tá difícil identificar, né? é a fuça do Darth Vader ( ai, como eu sou fofinha) e o olho da Penny. <3

Vocês já devem ter visto que às vezes tem imagem fisheye com o o angulo mais aberto e mais fechado, né? isso é você mesmo que regula usando o zoom manual da lente, no meu caso, da 18-55.  É você usando o modo manual da câmera que vai regular o ângulo das fotos e no caso dessa lente que é wide/fisheye, essas duas funções vão depender de como você regula isso. Não me vai sair por aí no automático e reclamar que o treco não funcionou! ahaha

Pra facilitar a vida, fiz um bom e velho prós e contras bem basicão:

fisheye luhtestoni primeira à Esquerda

 

Eu já usei bastante a fisheye nesses dias. Levei na praia, levei na rua e posso dizer com uma certa segurança que se você como eu, quer uma fisheye pra tirar fotos amadoras, pra brincar e tudo mais, acho que compensa MUITO, de verdade. É aquela coisa: se você é profissional e realmente precisa de uma lente com uma qualidade incrível, essa não vai preencher a lacuna porque a nitidez é bacana, mas não maravilhosa. MAS, se você é dos meus, acho que compensa sim. É barata e faz o trabalho direitinho.

A minha veio do maravilhoso mundo do Ebay e agora tá 34 obamas. Chegou em casa em 15 dias e sem taxa nenhuma.  Abaixo, algumas fotos que tirei com ela pra vocês verem.

fisheye luhtestoni primeira à Esquerda fisheye luhtestoni primeira à Esquerda fisheye luhtestoni primeira à Esquerda fisheye luhtestoni primeira à Esquerda

 

E aí, o o que achou?

Já me segue? Instagram30 Days of ToysTwitterFacebookYoutube • Snapchat (luhtestoni)

Filtro Close-Up +4 Greika

Sabe aquela história de que quem não tem cão, caça com gato? É mais ou menos o meu lema quando se trata de equipamento fotográfico. A gente sabe que uma lente close-up custa um rim e um pedaço do fígado, então o que se faz? Usa-se filtros. Tá certo que o efeito não é a mesmíssima coisa, mas já dá pra brincar, né?

filtro+4 Greika

Uns dois meses atrás eu botei na cabeça que precisava de um filtro close-up pra brincar de macro um pouquinho e pra melhorar as fotos de resenha lá no Moda e Beleza então era hora de dar uma pesquisada pra incluir um novo membro pras minhas já lotadas estantes de fotografia. Acabei encontrando esse da Greika na Tudo Para Foto por 29,90 dinheiros, perguntei se era muito fuleira por esse preço e o Fábio disse que dava pro gasto, então fiz o grande investimento.

filtro+4 Greika

Esse filtro é um +4, ou seja, o close-up é de 4 vezes a aproximação do detalhe que você vai fotografar. Como o nome já diz, ela é pra pegar coisas de pertinho e detalhes do objeto da foto. Fiz algumas fotos de teste e também achei essa foto daquele post sobre abertura, que foi feito com ele pra vocês verem:

abertura capa

Como a lente 50mm é bem clarinha – o meu filtro é pra essa lente, mas você pode achar em outros tamanhos – eu usei o filtro só pra a parte escrita da lente ficar mais clara.

caneta removedora

Como falei antes, não é a melhor qualidade do mundo, mas dá pra brincar, ainda mais sendo um acessório baratinho.

Já me segue? Instagram30 Days of ToysTwitterFacebookYoutube • Snapchat (luhtestoni)

Fotografando: Festitália

Só algumas fotos que tirei sexta na Festitália, em Blumenau. Comida, musiquinha e a câmera no pescoço: tá bom pra mim!

IMG_3520
IMG_3521
IMG_3522
IMG_3501

 

IMG_3502
IMG_3504

 

IMG_3516

Já me segue? Instagram30 Days of ToysTwitterFacebookYoutube • Snapchat (luhtestoni)

A magia e o drama do Preto e Branco.

Desde a descoberta da fotografia, lá em 1826 com Niépce e sua câmara obscura, fotografava-se em preto e branco, pela única e exclusiva razão de que quimicamente só se era possível fotografar assim, em tons de cinza.

De lá pra cá a fotografia evoluiu e as técnicas evoluíram. Passamos pela era do filme e chegamos ao digital, mas o estilo de fotografar em tons de cinza prevaleceu, com suas evoluções, claro, mas de fato foi uma limitação que incomodava no início e que hoje é mais que valorizada.

Photo:
Photo: © dhammza

Não se pode negar que cores fazem diferença e trazem vida a uma fotografia. Muitas vezes as cores são o que determinam se uma foto é boa ou ruim. Mas outras tantas vezes o uso do monocromático transforma o registro de um momento numa representação artística da emoção presente no momento do click. (falaremos de leitura artística da fotografia mais pra frente)

Photo:
Photo: © Rashley Rose

De um tempo pra cá eu tenho mergulhado de cabeça no universo sem cor e posso dizer que a maioria das minhas fotos fica melhor em P&B. Retratos, cenas urbanas, casamento, tudo vai bem com preto e branco. Exceto quando o assunto principal é muito colorido, ou quando a composição precisa das cores para encontrar seu equilíbrio. Mas tirando essas condições, pode se transformar um simples “caminhar de pessoas” em “um registro da mobilidade urbana, onde todos caminham juntos, porém solitários dentro de suas próprias vidas”.

Photo:
Photo: © Fábio Carvalho

Fotos em P&B são dramáticas. Elas conseguem te transportar pra dentro das emoções da cena. Se for um retrato, a falta de cores te joga diretamente dentro do imaginário do assunto, trazendo as emoções do modelo à flor da pele. E na pele, podem-se sentir todas as texturas, marcas do tempo, experiência e estado de espírito do modelo. Como se sua história estivesse impressa em cada pixel daquela obra. Como se VOCÊ soubesse o que passa na cabeça do fotografado.

Photo:
Photo: © Ehsank

A elegância do ato de se vestir se sobrepõe ao estilo e fineza das roupas, a tristeza ou a felicidade no olhar se sobrepõe à cor dos olhos ou à maquiagem. É como se o assunto principal da foto fosse não o modelo, mas o que o modelo sente. Como se a paisagem urbana desse lugar ao sentimento de acolhimento ou solidão dos seus moradores. As linhas e formas da cidade servem pra dar um ponto de fuga pra que as pessoas possam ter uma referência de onde estão, de que alguém ou algo está ali pra elas, elas tem pra onde olhar e o que admirar. A cidade pulsa pra elas, os habitantes. A cidade os torna quem são.

Photo:
Photo: © Fábio Carvalho

Eu sei que isso tudo parece texto de folder de exposição, e é exatamente esse tipo de leitura que o P&B proporciona. É como se pudéssemos tecer uma história apenas observando uma imagem, um registro, uma pequena peça que pode, em muitos casos, representar grandes personalidades.
Faça um teste, pegue uma foto sua, qualquer foto (menos aquela #partiu #balada #instafui). Abra qualquer editor (ou app) de foto e tire as cores dela. Você pode até ajustar outros comandos como contraste, claridade, enquadramento, mas no fim você vai ver que sua imagem ficou muito mais expressiva em P&B, experimente. É sério =)

Photo:
Photo: © Ilriccio

Muito se fala de P&B na fotografia e existem na verdade muitas formas de se fazer um bom monocromático. Tudo depende do que você quer fazer com a sua imagem, que tipo de interpretação você quer que a foto tenha, que tipo de olhar você quer causar no seu expectador. O preto e branco te dá mais liberdade de edição, podendo você, nobre entusiasta da arte fotográfica, optar por uma edição mais artística do que corretiva. Mas aí já é assunto pra outro artigo. E eu espero ver você lá, bons clicks  😉

 

P.S.: Esse é meu primeiro artigo aqui no Primeira e eu espero mesmo que você tenha curtido. Eu acredito que aprender sozinho é muito chato, então vou estar sempre por aqui compartilhando o que venho aprendendo e as experiências que vou descobrindo. Peripécias fotográficas, testes, reviews, mercado, técnica, tutoriais e tudo mais dentro da arte fotográfica. Tem alguma sugestão de assunto ou algo específico que queira saber? ÓTIMO, manda aí. Você pode me encontrar no facebook, no instagram, no twitter ou no srcafeine[a]gmail.com e claro, nos comentários dos posts.

Já me segue? Instagram30 Days of ToysTwitterFacebookYoutube • Snapchat (luhtestoni)