Fotografia para quem não é fotógrafo, toyart e café

Categoria Fotografei por Aí

Siga no Instagram

20 coisas que aprendi sobre fotografia

Eu já devo ter dito isso aqui, mas repito: fotografia é um aprendizado constante, a gente nunca tá “pronto”. Nunca mesmo. E como eu tenho conseguido fotografar bastante nas últimas semanas – menos do que eu gostaria ainda – tenho aprendido pequenas coisinhas. Às vezes técnicas, outras apenas pra deixar a fotografia mais bacana.

Aprendi bem mais de 20 coisas nesses últimos 2 anos fotografando “pra valer”, mas aí vão 20 coisas que eu quero compartilhar hoje:

IMG_2999

1- Se prepare: veja se a câmera e as lentes estão limpas,  a bateria carregada e os cartões prontos pra uso.

2- Tenha um tripé. Ele ajuda muito

3- Sem pressa! a melhora vem um pouquinho de cada vez

4- Se não quiser ficar louco, não se compare! Falei disso aqui.

5- Se inspire!

Primeira à Esquerda Luh Testoni Fotografia

6- Faça auto-retratos. Eles são um bom treinamento!

7- Nem sempre a foto na câmera sai como estava na sua cabeça. Mas isso não é necessariamente ruim.

8- Se sua câmera permitir, fotografe em RAW. Falei sobre isso aqui.

9- O melhor equipamento é o que você tem na mão.

10- Agradeça os elogios. Mesmo que você ache que não foi o seu melhor trabalho. 🙂

Primeira à Esquerda Luh Testoni Fotografia

11- Tente coisas novas, não se acomode.

12- Brinque com programas de edição e vá descobrindo o que funciona pra você.

13- Colete referências. Veja filmes, leia!

14- Você não precisa SEMPRE carregar TODO o seu equipamento feito uma tartaruga. Aprenda a se virar e ser criativo.

15- Formate os cartões de memória, não apenas apague as imagens. Falei deles aqui.

IMG_3692

16- Mantenha um arquivo das suas fotos e veja sua evolução.

17- Seu celular pode fazer fotos incríveis, treine!

18- Erre. A gente só aprende errando.

19- Olhe ao seu redor e aprenda a ver beleza nas pequenas coisas.

20- Divirta-se. Fotografia não deve ser um tormento. Se for, procure outro hobby!

Já me segue? Instagram30 Days of ToysTwitterFacebookYoutube • Snapchat (luhtestoni)

Fotografando: Oktoberfest 2014

Oktoberfest 2014 Luh Testoni Fotografia -  Primeira à Esquerda Blog.

Lembram que nesse post comentei que queria começar a andar por aí fotografando coisas, lugares, etc etc? Então, fica a lição de cuidar com o que a gente deseja, porque as coisas podem acontecer bem rápido! Eu, como boa catarinense, já tinha ido à Oktoberfest algumas vezes na vida, inclusive morei em Blumenau um tempo, mas nunca tinha ido fotografar lá. E nem ia, porque já tinha feito todo um discurso de “acho que esse ano já estou muito velha pra encarar a Oktober“.

Daí eu recebi um convite da Prefeitura de Blumenau ( obrigada, prefs!) pra dar um pulo lá e a coisa mudou de figura. Passei uma mensagem pra minha prima que tava em SP e menos de uma semana depois, estávamos as duas rumo à Blumenau, que é só uma horinha aqui de Itajaí, de câmera na mão. Na verdade o convite da prefeitura era pro camarote deles ( chiiiique), mas no fim nem fiquei lá. Em que mundo Luísa Helena ( vulgo eu) vai ficar parada num lugar tendo uma câmera na bolsa e um lugar cheio de possibilidades de foto? nunquinha.

Oktoberfest 2014 Luh Testoni Fotografia -  Primeira à Esquerda Blog.

A Oktoberfest tem sua origem em Munique, na Alemanha e a primeira edição blumenauense foi feita em 1984, ou seja, são 31 anos de festa. Por isso, em outubro Blumenau é destino certo pra turistas de todo o país e de fora ( tinha um canadense no chopp em metro, um fiasco! ahahahahah ). A Oktoberfest de Blumenau também deu início ao surgimento de outras festas por Santa Catarina no mês de Outubro, como a Fenarreco em Brusque e a Marejada aqui em Itajaí, que infelizmente acabou nos moldes que era antes e eu como itajaiense não me conformo que tenham demolido o moinho português que tinha lá no pavilhão. Fica aqui o meu protesto.

Bom, chega de ficar tagarelando. Fiz umas fotos lá, excluí metade porque sou muito chata comigo mesma e trouxe as outras pra vocês verem. Se você tiver a oportunidade de vir para a Oktoberfest, venha! A experiência é bastante divertida.

Oktoberfest 2014 Luh Testoni Fotografia -  Primeira à Esquerda Blog.

 

Grupo de dança da cidade se apresentam nos pavilhões

Oktoberfest 2014 Luh Testoni Fotografia -  Primeira à Esquerda Blog.

 

Dentro do parque Vila Germânica, que é onde acontece a festa, tem várias lojinhas de souvenir e coisas relacionadas à festa e a cidade. Eu e minha prima compramos umas cervejas bem bacaninhas lá, vou fotografar depois e trago pra cá!

Oktoberfest 2014 Luh Testoni Fotografia -  Primeira à Esquerda Blog.
Oktoberfest 2014 Luh Testoni Fotografia -  Primeira à Esquerda Blog.
Oktoberfest 2014 Luh Testoni Fotografia -  Primeira à Esquerda Blog.

 

Adoro ver gente cm roupa típica nessas coisas. Inclusive eu e a minha prima ( valeu pela companhia, Natali!) já nos comprometemos a irmos de Frida na próxima. Sério.

Oktoberfest 2014 Luh Testoni Fotografia -  Primeira à Esquerda Blog.
Oktoberfest 2014 Luh Testoni Fotografia -  Primeira à Esquerda Blog.
Oktoberfest 2014 Luh Testoni Fotografia -  Primeira à Esquerda Blog.
Oktoberfest 2014 Luh Testoni Fotografia -  Primeira à Esquerda Blog.

 

Essa cerveja tinha gosto de café. Considerei trazer um barril pra casa, sim ou sim?

Oktoberfest 2014 Luh Testoni Fotografia -  Primeira à Esquerda Blog.
Oktoberfest 2014 Luh Testoni Fotografia -  Primeira à Esquerda Blog.
Oktoberfest 2014 Luh Testoni Fotografia -  Primeira à Esquerda Blog.
Oktoberfest 2014 Luh Testoni Fotografia -  Primeira à Esquerda Blog.
Oktoberfest 2014 Luh Testoni Fotografia -  Primeira à Esquerda Blog.
Oktoberfest 2014 Luh Testoni Fotografia -  Primeira à Esquerda Blog.
Oktoberfest 2014 Luh Testoni Fotografia -  Primeira à Esquerda Blog.
Oktoberfest 2014 Luh Testoni Fotografia -  Primeira à Esquerda Blog.
Oktoberfest 2014 Luh Testoni Fotografia -  Primeira à Esquerda Blog.
Oktoberfest 2014 Luh Testoni Fotografia -  Primeira à Esquerda Blog.
Oktoberfest 2014 Luh Testoni Fotografia -  Primeira à Esquerda Blog.
Oktoberfest 2014 Luh Testoni Fotografia -  Primeira à Esquerda Blog.
Oktoberfest 2014 Luh Testoni Fotografia -  Primeira à Esquerda Blog.
Oktoberfest 2014 Luh Testoni Fotografia -  Primeira à Esquerda Blog.
Oktoberfest 2014 Luh Testoni Fotografia -  Primeira à Esquerda Blog.
Oktoberfest 2014 Luh Testoni Fotografia -  Primeira à Esquerda Blog.
Oktoberfest 2014 Luh Testoni Fotografia -  Primeira à Esquerda Blog.

 

Oktoberfest 2014 Luh Testoni Fotografia -  Primeira à Esquerda Blog.

Chopp em metro! De dois anos pra cá é sem álcool, mas quem se importa?

 

E aí, já esteve na Oktober? como foi?

Já me segue? Instagram30 Days of ToysTwitterFacebookYoutube • Snapchat (luhtestoni)

Fotografando: Eleições 2014

E ontem, como todo cidadão brasileiro maior de 18 anos, lá fui eu votar. Como minha seção nunca tem ninguém, já fui cedinho pra poder cumprir a minha segunda meta do domingo: começar a fotografar na rua.

Como já falei pra vocês, tenho mais facilidade com fotos montadinhas, em estúdio e tudo mais, mas tô aqui com uns planos marotos pra começar a fotografar lugares ( inclusive como uma série bem legal pro blog) e achei que precisava dar uma treinada, então já comecei fazendo um mini registro da eleição. Não fiz muita coisa, porque ainda não tenho a manha e chovia muito logo cedo quando saí, mas deu pra começar. Inclusive dei uma de Fábio e fiz tudo em preto e branco. 🙂

E o seu domingo, como foi?

Eleição 2014 Luh Testoni Fotografia
Eleição 2014 Luh Testoni Fotografia
Eleição 2014 Luh Testoni Fotografia
Eleição 2014 Luh Testoni Fotografia
Eleição 2014 Luh Testoni Fotografia
Eleição 2014 Luh Testoni Fotografia

Já me segue? Instagram30 Days of ToysTwitterFacebookYoutube • Snapchat (luhtestoni)

Fotos da Semana

Bom dia! E eu acabei de descobrir da pior maneira que o calendário editorial do Worpress pode ser traidor pra caramba: subiu um post que eu não tinha terminado! #fail

Falha técnica de lado, teve aqui uma lista de 20 sugestões pra você escrever no seu blog em momentos de falta de ideias, um post bem explicadinho do Fabio sobre o mito de que as fotos saem prontas da câmera sem necessidade de tratamento ( i wish!), eu listei 5 regras fotográficas pra você quebrar sem medo e também 10 maneiras de se manter criativo quando a inspiração fugir.

Nessa semana, eu me dei a “tarefa” de voltar a fotografar bastante com o celular. Como acabei trocando por um de câmera mais potente, achei que fazia sentido testar, até porque tava começando a me sentir meio dependente da DSLR e acabava não fotografando o dia a dia por que tava desacostumada com o celular. Acabou que fotografei muito mais e retomei o hábito. Até porque, o celular tá sempre perto, já a DSLR não é sempre que vale carregar comigo.

Fotografei florzinha por todo lado, testei a lente macro ( post semana que vem), fotografei na rua e só liguei a DSLR ontem, pra fazer essas duas últimas  fotos com o fundo dos discos, que aliás,  tem post já já também.  😀

 

Ahh, a caneca da Duff Beer comprei numa feira em Joinville e a camisa do Jim Morrison numa loja aqui em Balneário Camboriú que nem existe mais. Mas, acho que vocês encontram parecido dando um Google bem maroto. A camisa de flanela é Korova.

Até segunda? yeah. 😀

 

Primeira à Esquerda - Luh Testoni Fotografia
Primeira à Esquerda - Luh Testoni Fotografia
Primeira à Esquerda - Luh Testoni Fotografia
Primeira à Esquerda - Luh Testoni Fotografia
Primeira à Esquerda - Luh Testoni Fotografia
Primeira à Esquerda - Luh Testoni Fotografia
Primeira à Esquerda - Luh Testoni Fotografia
Primeira à Esquerda - Luh Testoni Fotografia
Primeira à Esquerda - Luh Testoni Fotografia
Primeira à Esquerda - Luh Testoni Fotografia
Primeira à Esquerda - Luh Testoni Fotografia
Primeira à Esquerda - Luh Testoni Fotografia
Primeira à Esquerda - Luh Testoni Fotografia
Primeira à Esquerda - Luh Testoni Fotografia
Primeira à Esquerda - Luh Testoni Fotografia
Primeira à Esquerda - Luh Testoni Fotografia
Primeira à Esquerda - Luh Testoni Fotografia
Primeira à Esquerda - Luh Testoni Fotografia
Primeira à Esquerda - Luh Testoni Fotografia
Primeira à Esquerda - Luh Testoni Fotografia
Primeira à Esquerda - Luh Testoni Fotografia
Primeira à Esquerda - Luh Testoni Fotografia

Já me segue? Instagram30 Days of ToysTwitterFacebookYoutube • Snapchat (luhtestoni)

Fotos da Semana

Minha inspiração voltou? não. Bem achando que ela tirou uns dias de folga e esqueceu de me avisar, mas pelo menos aqui no blog deu pra fazer bastante coisa!

Teve 10 dicas pra fotografar retratos, post sobre um aplicativo de fotografia bem legal pra quem usa iOS, um leve tapa na cara com 10 sinais de que você nunca será um bom fotógrafo e post sobre um cara que edita muito melhor que todos nós juntos!

Lembrando que domingo agora (dia 20!) sai a lista do #desafioprimeira de Agosto e dessa vez, com surpresas! <3 IMG_2653

IMG_2839
IMG_2863
IMG_2867
IMG_2868
IMG_2879
IMG_2881
IMG_2937
IMG_2942
IMG_2944
IMG_2959
IMG_2963

Já me segue? Instagram30 Days of ToysTwitterFacebookYoutube • Snapchat (luhtestoni)

Can I take a photo?

Foi a frase que eu mais disse nos últimos dias. Não porque eu esteja fora do Brasil, surpreendentemente tenho usado mais essa frase do que a irmã tupiniquim que uso desde a época do filme. Fala corriqueira de todo fotógrafo de rua,  “Posso fazer uma foto?” tem sido substituída por versões alternativas e traduzidas (as vezes puramente gestuais) para N idiomas diferentes e para N povos diferentes.

Eu sempre disse que São Paulo é uma cidade com uma diversidade incrível de tribos e rostos, de todos os jeitos e trejeitos, de todas as cores e sabores. Todos mesmo. Só que nas ultimas semanas isso tem se multiplicado por sei lá, 600 mil. A copa do mundo trouxe o mundo para o Brasil.

IMG_9549
© Fábio Carvalho / Copa da Rua

A verdade é que nunca fui um fã assíduo de futebol, nunca tive um time do coração sobre o qual discutiria no colégio e em mesas de bar. Mas não sou contra o futebol, ao contrário, é um dos maiores patrimônios do País, e como a imagem do Brasil lá fora é “Futebol e Carnaval”, o mundial das bolas no campo pousando em terras brasucas é de tal redundância que é como se “O futebol voltasse pra casa”, “A copa das copas” e tal e coisa, como tenho ouvido por aí.

IMG_9573
© Fábio Carvalho / Copa da Rua

 

Quem mora em grandes cidades, e cidades sede dos jogos, já deve ter notado que uma chuva de gente que não fala em pt-br se instaurou nos pontos turísticos e centrais das metrópoles. A coisa toda é que, você pode torcer o nariz, pode não gostar de copa, pode não gostar de pessoas, mas como fotógrafo, (seja de casamento, de estúdio, macro, paisagem, 3×4, seja de celular, pinhole) você tem uma responsabilidade documental de acompanhar as transformações que acontecem ao seu redor.

IMG_9559
© Fábio Carvalho / Copa da Rua

A importância da fotografia documental para a história e memória pública.

Pode parecer comum demais ir pra sua rua AGORA e fotografa-la. É comum porque amanhã ela ainda estará lá, do mesmo jeito. Assim como depois de amanhã, e semana que vem, e provavelmente ano que vem nada tenha mudado. Mas o tempo passa. A copa que acontece hoje, com torcedores estrangeiros nas ruas e brasileiros de cara pintada é um fato hoje. Amanhã também, e assim por diante. Ano que vem, você perguntará se alguém lembra de “como foi a copa de 2014” e muita gente ainda estará com a memória fresca, afinal, apenas um ano se passara. Agora, pense comigo:

Em 2018 tem copa, em 2022 tem copa, assim como em 2026, 2030 e 2034. Se você tem 20 anos hoje, em 2034 terá 40 anos, alguns cabelos brancos e muita história pra contar. Uma delas e que você esteve presente na copa do mundo de 2014, que foi na sua cidade, e viu um turbilhão de turistas pedindo informação nas ruas e experimentando acarajé e feijoada. Mas cadê as fotos?

IMG_9515
© Fábio Carvalho / Copa da Rua

Antes que alguém diga que não tem câmera boa pra fazer fotos, só seu celular e uma cybershot, equipamento NUNCA foi impedimento para não fotografar. Com que equipamento super-mega-tecnológico você acha que fotografaram a copa de 1950? Você deve imaginar que essas fotos valem boas fortunas hoje, e elas nunca aconteceriam se alguém, lá em 1950, seja profissional de imprensa ou alguém com uma compacta, simplesmente não saísse pra fotografar.

IMG_9481
© Fábio Carvalho / Copa da Rua

A copa que acontece fora dos estádios.

Quem me acompanha sabe, que eu tenho um projeto chamado Copa da Rua. É um projeto autoral puramente documental que mostra o que acontece nas ruas durante a copa do mundo, só que pela visão de quem está do lado de fora do jogo, dos estádios, que é o que você vê pela transmissão da TV e dos jornais. As imagens, que podem ser vistas no meu instagram, facebook ou Flickr, e que também estão ilustrando esse post, são retratos dos efeitos que uma copa do mundo provoca numa cidade como São Paulo.

IMG_9305_4x3_retrato
© Fábio Carvalho / Copa da Rua

Sampa, que sempre foi uma cidade cinza, está tão colorida que nem mesmo os mais urbanóides a reconhecem. É uma festa de cores, idiomas, contrastes, figurinos, sorrisos e tribos que impressiona. Você pode passar um tempo se lembrando disso, mas quando esquecer, as fotos sempre vão estar aí pra lembrar. Uma câmera, uma lente, e muitos sorrisos, uma fórmula simples.

IMG_9666_close
© Fábio Carvalho / Copa da Rua

Muitos fotógrafos estão registrando o que acontece em suas cidades e como a copa do mundo tem impactado sua rotina. Faça o mesmo. E mostre pra gente. As ruas estão na temperatura certa, e perfeitas pra quem quer praticar ou mesmo começar a fotografar na rua.

10336858_10201319574191852_1282690742646680666_n
© Fábio Carvalho / Copa da Rua

Muita gente vem me dizer que tem medo de fotografar na rua em época de copa. Mas é claro que tem que se tomar cuidado, o que não significa “não fotografar“. Seja muito simpático com turistas, eles estão formulando uma opinião sobre os brasileiros, e você vai fazer parte disso. Se o seu inglês não for muito avançado, atenha-se ao básico “Nice to meet you“, “Welcome!“, “Are you from?” e tenha SEMPRE um sorriso no rosto. E não se esqueça do mais importante, “Can I take a photo?

Já me segue? Instagram30 Days of ToysTwitterFacebookYoutube • Snapchat (luhtestoni)